ATENDIMENTOS DERMOESTÉTICOS EM

ESTRIAS

Anterior
Próximo

As estrias são rupturas das fibras elásticas, localizada na segunda camada da pele, a derme. Este rompimento gera atrofia, sendo definida como atrofia tegumentar adquirida, linear, com um ou mais milímetros de largura. 

Apresentam-se perpendiculares às fendas da pele e se dispõe paralelamente em relação às outras estrias. Tendem a ser bilaterais, distribuindo-se simetricamente nos dois hemicorpos.

Elas surgem como lesões eritemato purpúricas (avermelhadas ou roxas) que evoluem para alterações brancas e atróficas.

Fatores mecânicos, hormonais e genéticos contribuem para o seu aparecimento. Podem ser consideradas cicatrizes resultantes da lesão dérmica dos tecidos de conexão, nas quais o colágeno cede em resposta às forças estressoras locais.

A obesidade, gestação, síndrome de Cushing e uso de corticosteroides tópicos ou sistêmicos estão associadas ao seu surgimento. 

Felizmente, há tratamentos para diminuição e melhora estética. 

Para desenvolvermos uma conduta terapêutica adequada para sua queixa, entre em contato com nossos profissionais especializados.

AGENDE UMA AVALIAÇÃO!