ATENDIMENTOS DERMOESTÉTICOS DA

SÍNDROME MÃO-PÉ

Anterior
Próximo

A Síndrome mão-pé (SMP) também conhecida como Eritrodisestesia palmo plantar é um efeito colateral, uma reação cutânea tóxica simultânea à vários tipos de quimioterapia. 

Acontece quando pequenas quantidades de droga extravasam pelos capilares sanguíneos presentes nas palmas da mão e plantas dos pés. Como consequência a exposição ao calor e o atrito dessas regiões causam vermelhidão, conhecido com eritema palmo-plantar semelhante a queimadura. Essas áreas afetadas podem se tornar secas apresentar descamação, edema, dormência, formigamento e dor. 

Síndrome mão-pé (SMP), pode ser classificada em 3 graus de severidade podendo levar a perda de função. Por isso a importância de se detectar precocemente, assim como estar atualizado sobre tratamentos e como aliviar os sintomas.  

O desenvolvimento da SMP pode levar à interrupção do tratamento do câncer e à redução da dose do quimioterápico, pode ser desconfortável e interferir na capacidade do paciente de realizar atividades normais, entre outros problemas.

Embora as áreas mais comuns sejam pés e mãos, outras partes do corpo, como joelhos e cotovelos também podem ser acometidas por serem mais ressecadas.

O tratamento precoce é indicado, uso de laserterapia e dermocosméticos especializados livres de substâncias tóxicas ao organismo deve ser incentivado e de uso diário. 

A melhor indicação para o tratamento está na escolha de uma equipe multidisciplinar para potencialização dos resultados. 

Para desenvolvermos uma conduta terapêutica adequada para sua queixa, entre em contato com nossos profissionais especializados.

AGENDE UMA AVALIAÇÃO!